domingo, 1 de abril de 2012

De que serve a Bondade - Brecht

"De que serve a Bondade?"

1

De que serve a bondade
Se os bons são imediatamente abatidos, ou aqueles para quem foram bons são abatidos?

De que serve a liberdade
Se os livres são forçados a viver entre os não livres?

De que serve a razão
Se somente a estupidez coloca na mesa o pão
Que cada um de nós precisa?

2

Em vez de somente ser bom, esforcem-se
Para criar condições que tornem possíveis a bondade,
E melhor ainda,
Que a faça supérflua!

Em vez de só ser livre, esforcem-se
Para criar condições que libertem a todos,
E que façam do amor a liberdade
Supérfluo!

Em vez de só ser sensível, esforcem-se
Para criar condições que tornem a estupidez
Do "individual" um mau negócio!

ps: Supérfluo - s.m. Aquilo que excede o necessário.

– Bertolt Brecht, Was nützt die Güte? *De que serve a qualidade? (1935) in: Gesammelte Werke *Obras Completas, vol. 4, p. 553 (Suhrkamp ed. 1967) (Tradução do alemão por Scott  Horton e do inglês por André Araújo Carvalho)

Nenhum comentário:

Postar um comentário