quarta-feira, 26 de janeiro de 2011

Vazio

Às vezes solitário, sento-me num canto
Debruço-me nas pernas, que me consolam o pranto

As lágrimas então
Vão murchando minhas flores
Lavando todo o meu ser
Levando os meus amores

Lembro de tantos que amei...
Tantos que não me deram tempo para amar
Tantas coisas que deixei
E quantas ainda irei deixar?

Penso naqueles que se foram
Naqueles que não vão voltar
São ninfas todos eles!
Que seduzem para enganar

Em meio a isso, sinto um vazio por dentro
A minh'alma então se cala, procurando sentimento

Sentir eu queria poder; poder eu queria sentir
Um sofrimento que fosse; que fosse um sofrimento
Mas que me fizesse vivo denovo
Sentindo um sentimento.

Deus, eu clamo! Peço sem palavra alguma
Queria sofrer de amor outra vez
A chorar neste canto por coisa nenhuma.

-Alysson Garcia

Um poema que o amigo Alysson escreveu e compartilhou comigo.
Eu - atrevido que sou - coloco aqui de tanto que me vi nesses versos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário