segunda-feira, 10 de maio de 2010

E um dia ela se tocou...

Fiquei muito contente em ler esse texto tão belo, que exprime com a autoridade de só quem sentiu na pele, as sutilezas da[s] auto-descoberta[s] e uma certa liberdade, aquela liberdade tão íntima e tão subjetiva.
Gostaria que mais pessoas ousassem como essa garota ousou e conquistassem o que ela conquistou.


http://papodehomem.com.br/um-dia-ela-se-tocou/

Nenhum comentário:

Postar um comentário