terça-feira, 29 de setembro de 2009

Sonho, data esquecida

O sonho começa quando eu acordo e me vejo no alto de uma torre.
Essa torre ficava bem no meio de uma espécie de parque muito bonito e bem cuidado.
Fiquei algum tempo observando a bela paisagem quando avistei descrente um bando de estranhas criaturas. Eram cavalos alados, com pelagem dourada e peculiar, criaturas maravilhosas.

Esses momentos de admiração deram lugar ao medo quando, ainda lá em cima, vi outro grupo de criaturas estranhas. Estes eram macacos de pele e pelagem vermelha, a maioria de tamanho normal, outros eram enormes, mas todos tinham olhares hostis em direção aos cavalos. Os macacos se aproximaram calmamente dos cavalos, de repente algo aconteceu e o combate começou. Os macacos eram mais fortes e ,furiosos, dominavam o combate já que a diferença numérica era pequena.

Indignado com aquela violencia, pra mim desnecessária, lá de cima eu gritei feroz. O grito distraiu os macacos tempo suficiente para os cavalos que restavam fugir e agora eu era o alvo.
alguns macacos também fugiram assustados, mas um pequeno grupo resolveu subir a torre com uma fúria terrível. Consegui derrubar lá de cima parte dos que tentaram subir e de repente já não havia mais criatura nenhuma ali perto.

Assustado fui conferir e vi distante os cavalos alados fugindo, entretanto nenhum macaco. Aí vi o que parecia ser um garoto assustado se segurando na parte externa da torre. Me apressei em acudi-lo perguntando como ele chegara ali e quem era, quando o puxei pela mão para a parte interna da torre senti a mão ficar mais pesada, olhei e agora era a mão de um dos macacos, que me fitou com olhos vitoriosos. Mal tive chance de reagir e o ser frio me jogou lá de cima. Lembro bem dos olhos escuros do macaco vermelho me olhando friamente enquanto caía.
Acredito ter morrido na queda.

Nenhum comentário:

Postar um comentário