quinta-feira, 11 de junho de 2009

"Lágrimas...

São rastos de sinais
antigas como o tempo
usam-se às vezes à laia de lamento
outras são meros sais a-mais
nos olhos secos
lágrimas são infértil água
inundando as palavras
desfeando rostos por desgostos
com sulcos irreais
as minhas lágrimas
são iguais às demais."
- http://non-morte.blogspot.com/2007/01/iguais.html

Nenhum comentário:

Postar um comentário