quarta-feira, 24 de junho de 2009

Hino Nacional















Ás margens tranquilas do Ipiranga

Ouviram o grito estrondoso
de um povo heróico
(Foi às margens do rio Ipiranga que Dom Pedro I resolveu declarar a independência)
E nesse instante brilhou no céu o sol da liberdade
(Pois até então o céu era escurecido pelas sombras do colonialismo)

Se com braço forte conseguimos conquistar essa igualdade
(O Brasil se tornou tão livre quanto Portugal)
Em teu seio, ó liberdade,
A própria morte desafia o nosso peito!

(Estando livre, o Brasil não conta mais com a proteção de Portugal,
mas assume o risco, por assim dizer)

Brasil, um sonho intenso de amor e de esperança

Se em teu formoso céu
resplandece a imagem do Cruzeiro

Desce à terra um raio vívido
.
(Se o símbolo de Jesus brilha no nosso céu,
é pq nosso país é mesmo abençoado)

És belo, és forte, impávido colosso
(Colosso: grande poderio; Impávido: destemido)
Gigante pela própria natureza
(5º maior país, ocupando quase a metade da América do Sul)
(Possui uma das maiores biodiversidades do mundo)

E o teu futuro espelha essa grandeza.


Entre outras tantas, és tu Brasil, terra adorada
És mãe gentil dos filhos deste solo

Deitado eternamente em berço esplêndido
Ao som do mar e à luz do céu profundo

(Referência a um país jovem que possui uma extensa costa)
No Novo Mundo (América), se destaca como um florão
(um elemento decorativo em ouro ou pedras preciosas)

Teus lindos campos têm mais flores
Do que a terra mais encantadora
"Nossos bosques têm mais vida",
E a "Nossa vida", nessa terra privilegiada,
tem "mais amores".

(As partes grifadas se referem à "Canção do Exílio" de Gonçalves Dias)

Que a bandeira estrelada de que temos tanto orgulho
Seja símbolo de amor eterno
(Pra nos lembrarmos do "amor à pátria" quando olharmos para a bandeira)

E que o verde-louro dessa bandeira
Simbolize a vítoria nas batalhas do passado
(e do presente) E a paz que virá no futuro

Mas se é necessário erguer o porrete da justiça
Verás que um filho teu não foge à luta

Nem teme a própria morte
("Sou brasileiro e não desisto nunca"... nem se o "bixo estiver pegando")

Letra: Osório Duque Estrada
Música: Francisco Manuel da Silva

fontes:
http://pt.wikipedia.org
http://pt.wiktionary.org

Um comentário:

  1. Boaaa.... Interpretando o hino nacional!! É bom que a gente saiba o que tá cantando, e isso deixe de ser só mais aquela decoreba da época de escola xD

    ResponderExcluir